O radical livre

Just another WordPress.com site

Archive for julho 2011

Breivik: entre a loucura e a razão

leave a comment »

Pouco esclarece o que aconteceu na noruega considerar o autor dos ataques terrorista como um mero louco. Breivik é louco, mas de uma loucura socialmente produzida, e seus atos levaram ao limite uma tendência forte em tempos de crise do capital – a tendência fascista. Não por acaso, o norueguês citou em seus diários o político holandês Geert Wilders, que apoia o atual governo daquele país (e assim viabiliza um governo de direita, o que não acontecia há várias décadas). Morei dois anos na Holanda (2008-2010) e sei algumas coisas sobre o que lá se passa. Seu partido, o PVV (Partido da Liberdade) não possui filiados, apenas o comando do führer Wilders, a quem todos devem obedecer. Em seu programa de governo para as últimas eleições nacionais, propôs-se a defender “Henk en Ingrid” (João e Maria, os “cidadãos comuns”) contra os perigos da “islamização”, e foi o grande vitorioso. Por trás deste discurso proto-fascista está o fantasma da crise do capital – o medo da perda de direitos, aliado à falta de alternativas emancipatórias. Na falta do sonho comunista, prevalece o pesadelo fascista. Não é de se duvidar que a loucura aumente.

Anúncios

Written by sinaldemenos

julho 28, 2011 at 2:28 am

Publicado em Uncategorized

Revolução solar

leave a comment »

Já escrevi sobre energia solar, no contexto do festejado pré-sal, em artigo na revista Sinal de Menos #4 entitulado “Queimando o futuro?”. Com a iminente exaustão das reservas de petróleo, a conversão da base energética é essencial não só do ponto de vista da reprodução das forças produtivas, mas também tem importância estratégica para movimentos sociais, devido ao seu potencial de descentralização e uso por formas embrionárias anticapitalistas. Com a energia solar descentralizada, estas formas embrionárias podem ter acesso direto à energia, sem depender dos trustes empresariais e estatais que dominam a geração de energia centralizada em grande escala.

Um novo avanço tecnológico da chamada “eletrônica flexível” (flexible electronics), ainda em estágio de laboratório, promete potencializar ainda mais a energia solar. Trata-se de uma espécie de “papel solar”, ou seja, ao invés dos já conhecidos painéis, um circuito impresso flexível e dobrável – e muito mais barato, já que o substrato pode ser papel comum. Abaixo vídeo mostrando um avião de papel com propriedade fotovoltaica. Isto, em tese, permitiria o desenvolvimento de cortinas e papéis de parede fotovoltaicos ou ferramentas e máquinas com a sua fonte energética solar já incorporada. O artigo onde a pesquisa está descrita está aqui (em inglês).

Difícil prever quando a descoberta poderá ser produzida em escala – 5, 10, 20 anos? – mas se a função da tecnologia é “manter as portas da revolução abertas para sempre”, como dizia Murray Bookchin, então elas estão ficando escancaradas. Só não podemos destruir o planeta antes.

 

Written by sinaldemenos

julho 23, 2011 at 6:01 pm

Publicado em Uncategorized

Agricultura do futuro?

leave a comment »

Um dos temas que desenvolverei em meu texto na próxima edição da revista Sinal de Menos é a agricultura urbana. Destaco aqui dois projetos, um em Porto Alegre e outro em Chicago.

Em Poa, o movimento Utopia e Luta desenvolveu uma fazenda hidropônica no terraço do prédio ocupado, na Avenida Borges de Medeiros, pleno centro de Porto Alegre. A hidroponia permite o cultivo de alimentos em meio líquido, sem solo. O grupo está promovendo oficinas gratuitas de hidroponia às quartas à noite e sábado pela manhã. Abaixo foto do local.

Em Chicago, o projeto Plant Chicago está transformando uma fábrica abandonada em uma fazenda urbana, com produção de alimentos, peixes e cerveja, produzindo inclusive a própria energia em um biodigestor, e prentendendo fechar ao máximo os ciclos de massa e energia (diagrama abaixo). Neste momento há uma campanha para levantar fundos para um documentário sobre o projeto. Ver o vídeo abaixo.

Ainda que não isentos de contradições (a hidroponia do Utopia e Luta foi financiada pela Petrobras, multinacional do petróleo), são duas experiências que apontam uma relação com o alimento diferente daquela imposta pela agroindústria globalizada. Uma análise mais profunda sobre estes e outros assuntos relacionados à produção de alimentos constará de meu texto na próxima edição da revista Sinal de Menos.

Written by sinaldemenos

julho 14, 2011 at 11:54 pm

Publicado em Uncategorized

Utopia e Luta chama manifestação

leave a comment »

O grupo Utopia e Luta, que ocupa prédio na Borges de Medeiros e, entre outras coisas, começou a praticar a agricultura urbana comunitária (hidroponia) no terraço do prédio, está chamando manifestação contra a atuação de grupos de extrema direita na cidade. Segundo os integrantes do movimento, a sede da comunidade vem sofrendo com pichações nazistas e outras demonstrações de hostilidade.


Nanci Araujo e Eduardo Solari, integrantes do Utopia e Luta, cantam a bandeira negra anarquista:

Written by sinaldemenos

julho 7, 2011 at 3:19 pm

Publicado em Uncategorized